Informação Municipal

Notícias

Anália Torres, Associação para o Planeamento da Família e Maria Máxima Vaz agraciadas com o Prémio Municipal Beatriz Ângelo

No Dia Internacional da Mulher, a 8 de março, o Centro de Exposições de Odivelas recebeu a cerimónia de entrega do Prémio Municipal Beatriz Ângelo, uma distinção da Câmara Municipal que, anualmente, premeia Mulheres e Instituições com destaque nos vários setores da sociedade e na promoção da igualdade de género, inserida nas Comemorações do Dia Internacional da Mulher.

Neste ano de 2017, foram agraciadas Anália Torres, a Associação para o Planeamento da Família e Maria Máxima Vaz, “duas Mulheres, académicas, e uma instituição que são, sem dúvida, exemplos inequívocos de promoção da cidadania, de indiscutível perseverança, sagacidade e excelência no desempenho das suas atividades e fins profissionais, sociais e cívicos”, nas elogiosas palavras de Hugo Martins, o Presidente da Câmara Municipal de Odivelas.

Anália Torres, socióloga e investigadora nas áreas da família, género, pobreza ou proteção de crianças e jovens, é uma clara defensora da igualdade de direitos.

A Associação para o Planeamento da Família tem, desde 1967, contribuído para que em Portugal se trilhe um progresso significativo nos campos da saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos, com trabalho em áreas tão diversas quanto o combate à SIDA, a luta pela erradicação da mutilação genital feminina ou o apoio às vítimas de tráfico de seres humanos.

Maria Máxima Vaz, que neste dia 8 de março celebrou a bonita idade de 80 anos, é uma historiadora, investigadora, professora e formadora, que dedicou muito do seu trabalho à história local de Odivelas, tendo publicado diversas obras sobre este tema.

No seu discurso, Hugo Martins afirmou que “assinalar este dia representa, não apenas recordar o significativo caminho percorrido mas, acima de tudo, refletir sobre o muito que ainda nos falta percorrer, na ‘estrada’ para a igualdade plena”. O Presidente lembrou, ainda, que Odivelas “tem vindo a implementar um conjunto de projetos em parceria (…), incidindo particularmente nas áreas da Prevenção da Violência, da Prevenção da Mutilação Genital Feminina e da Prevenção do Tráfico de Seres Humanos”, e que a política de recursos humanos da Autarquia segue “uma linha de promoção da maternidade e paternidade, procurando a conciliação da vida profissional com a vida familiar”.

Também presente nesta cerimónia, Miguel Cabrita, Presidente da Assembleia Municipal de Odivelas afiançou que é importante continuar a traçar um caminho que nos leve a uma igualdade plena de direitos: “Estamos ainda longe, em muitas matérias, de ter padrões reais de igualdade e, por isso, devemos continuar a manter uma agenda cuidada e estruturada no que respeita a esta matéria”, disse.

A cerimónia de entrega do prémio e de homenagem às galardoadas contou com a presença da Conselheira Municipal para a Igualdade, Hortênsia Mendes, e de muitas figuras e entidades do tecido associativo, social ou cultural do Concelho de Odivelas. Sempre presentes, estiveram os Vereadores Edgar Valles, Carlos Bodião, Rui Francisco, Ana Isabel Gomes, Mónica Vilarinho, Maria da Luz Nogueira e José Esteves. Nuno Gaudêncio, Ilídio Ferreira e Rogério Breia, presidentes das Juntas das Freguesias de Odivelas, Ramada/Caneças e Póvoa de Santo Adrião/Olival Basto, e José Soares, em representação da Presidente da Junta de Freguesia da Pontinha/Famões, também estiveram presentes.

Houve, ainda, a oportunidade para apreciar a atuação de Kioko Oliveira, da Federação das Mulheres para a Paz Mundial, com a canção japonesa «Koko Ni – Sathi Ari» e de Isaley, embaixadora da Paz da Federação das Mulheres para a Paz Mundial, com a canção swahili «Malaika».

Está em... Entrada Notícias Anália Torres, Associação para o Planeamento da Família e Maria Máxima Vaz agraciadas com o Prémio Municipal Beatriz Ângelo