Áreas de Intervenção

Áreas de Intervenção

Saúde

Planos/Programas/Projetos

Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências

 

Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências

Uma nova forma de encarar e conceber a atuação municipal e concelhia no âmbito da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco no Concelho de Odivelas

 

Apresentação

Em que Consiste?

O Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências (PECPT) representa, antes de mais, numa nova forma de encarar e conceber a atuação municipal e concelhia no âmbito da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco no Concelho de Odivelas, que assenta nos seguintes pressupostos:

  • Diagnóstico Local das Necessidades;
  • Mobilização / Participação Comunitária;
  • Cooperação / Parceria / Partilha;
  • Complementaridade das Intervenções;
  • Atividade Continuada no Tempo e no Espaço / Sustentabilidade;
  • Descentralização de Informação Correta e Fidedigna;
  • Aposta na Formação;
  • Otimização dos Recursos Disponíveis;
  • Avaliação Contínua e Sistemática.

O PECPT constitui, assim, um instrumento concetual e operacional que assume um papel fundamental em toda a intervenção da Câmara Municipal de Odivelas, através do Gabinete de Saúde e Igualdade (GSI), em termos de Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco, bem como das diversas instituições de âmbito local, regional e nacional que desenvolvem direta e indiretamente a sua Atividade neste âmbito e que integram a Rede de Parceria constituída.

O PECPT assume-se, assim, como um instrumento dinâmico, aberto, em constante modificação, fruto da inclusão de novas ações e projetos ao longo do tempo, bem como da avaliação do trabalho desenvolvido, que poderá implicar o reajustamento da estratégia definida e das áreas prioritárias de atuação.

Implementado de forma faseada, com caráter anual, o PECPT vigora de forma contínua e sem interrupções durante este período, com início em outubro de cada ano, de acordo com a seguinte calendarização-tipo:

  • outubro - Início;
  • outubro - junho do ano seguinte: desenvolvimento dos programas e projetos nas diferentes Áreas de atuação;
  • julho - Avaliação final do trabalho desenvolvido;
  • agosto e setembro - preparação do trabalho a desenvolver no ano seguinte, de acordo com a avaliação efetuada;
  • outubro - início da Atividade a desenvolver no ano seguinte.

Historial

O PECPT encontra-se estruturado em três partes fundamentais:

Parte I - Diagnóstico Inicial da Situação do Concelho de Odivelas em matéria de Toxicodependências;
Parte II - Definição de Objetivos Estratégicos Gerais e Identificação de Áreas Prioritárias de atuação, com respetiva definição de Objetivos Estratégicos Específicos;
Parte III - Ações / Projetos dinamizados nos diversos contextos de intervenção da Prevenção das Toxicodependências.

Desta forma, a sua construção e implementação no terreno compreendeu, até à data, as seguintes etapas fundamentais:

  • De janeiro a maio de 2006 - Conceção e realização de um Diagnóstico Inicial da Situação do Concelho de Odivelas em matéria de Toxicodependências;
  • De junho a agosto de 2006 - Definição de uma Estratégia;
  • setembro de 2006 - Constituição formal de uma Rede de Parceria alargada mediante a assinatura de um "Acordo de Parceria";
  • De outubro de 2006 a setembro de 2007 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (1º ano de implementação do PECPT)
  • De outubro de 2007 a setembro de 2008 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (2º ano de implementação do PECPT)
  • De outubro de 2008 a setembro de 2009 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (3º ano de implementação do PECPT)
  • De outubro de 2009 a setembro de 2010 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (4º ano de implementação do PECPT)
  • De Outubro de 2010 a Setembro de 2011 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (5º ano de implementação do PECPT)
  • De Outubro de 2011 a Setembro de 2012 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (6º ano de implementação do PECPT)
  • De Outubro de 2012 a Setembro de 2013 - Conceção, implementação e avaliação de ações e projetos nas diversas Áreas Prioritárias de atuação
    (7º ano de implementação do PECPT)

Pertinência da realização do PECPT no Concelho de Odivelas

A Prevenção das Toxicodependências é uma das áreas de intervenção considerada prioritária pela Câmara Municipal de Odivelas, sendo a DPS a Unidade Orgânica à qual foram atribuídas recentemente as competências necessárias para intervir nesta matéria, tal como se encontra estipulado no ROMO (Regulamento Orgânico do Município de Odivelas) - Artigo 56º.

De acordo com este Regulamento, nomeadamente a alínea j) do Ponto 2 do supra mencionado artigo, é atribuição da DPS "implementar um Plano Municipal de Prevenção das Toxicodependências … no Concelho de Odivelas, em articulação com as estruturas locais, nacionais e internacionais que desenvolvem trabalho nesta matéria".

A definição desta atribuição, nos moldes em que é feita e redigida, é pois comprovativa da importância desta área de intervenção, apontando explicitamente a necessidade de uma intervenção municipal nesta matéria que não se quer pontual ou diminuta, mas, pelo contrário, abrangente, coerente e, fundamentalmente, estratégica. Quer isto dizer que não basta intervir: em primeiro lugar, é preciso saber intervir, de modo eficaz e adequado, respondendo concretamente a necessidades reais e identificadas e avaliando posteriormente o impacto do trabalho desenvolvido.

Desde sempre que o Município de Odivelas, através do Pelouro da Saúde, e apesar dos constrangimentos orçamentais que foram condicionando a sua ação (especialmente ao longo dos últimos anos), procurou desenvolver um trabalho continuado neste âmbito, com a convição de que a eficácia das ações preventivas dependia forçosamente da continuidade da sua implementação. Sobre este aspeto, a evidência teórica demonstra claramente que uma intervenção baseada exclusivamente no recurso a Atividades esporádicas será forçosamente redutora, independentemente da sua qualidade, comprometendo assim a obtenção de resultados favoráveis e a sustentabilidade da intervenção.

O trabalho que se conseguiu produzir, ainda que com a qualidade exigível, está longe do que se considera ser o necessário, tendo sido reiterada a pertinência de uma aposta efetiva e sustentada nesta área, que permita uma intervenção abrangente e sistemática com o cumprimento de objetivos mais exigentes. Por outro lado, considerou-se igualmente ser fundamental que a intervenção futura fosse pensada de forma global, em que as ações / projetos levados a cabo ao nível da Prevenção das Toxicodependências, nos diversos contextos de intervenção - Escolar, Familiar, Laboral e/ou Comunitário - sejam coerentes e articuladas entre si, levadas a cabo de acordo com um Plano Estratégico previamente delineado.

Os dados obtidos através da realização do Diagnóstico Inicial da Situação do Concelho de Odivelas em matéria de Toxicodependências (1º semestre de 2006), viriam a comprovar a real necessidade de uma intervenção nos diversos contextos da Prevenção das Toxicodependências, fornecendo um conjunto de pistas de atuação e definindo possíveis caminhos a seguir.

Rede de Parceria

As Parcerias e o Trabalho em Rede

O trabalho em rede constitui, hoje, uma forma de organização e funcionamento das parcerias. Ao nível da intervenção comunitária, e face aos inúmeros constrangimentos e dificuldades com as quais as instituições se deparam, particularmente ao nível dos recursos (humanos, materiais e essencialmente financeiros), o trabalho em rede assume ainda maior relevância, permitindo inclusivamente evitar situações de sobreposição de Atividades, bem como potenciar os recursos existentes.

No âmbito deste Plano, considerou-se que deveria ser privilegiada a participação ativa de diversas instituições de natureza diversa, também elas entidades promotoras de ações e projetos nesta área, numa lógica de parceria efetiva e de cooperação ativa. Neste sentido, a complementaridade das intervenções (promovendo a sua eficácia) e a otimização dos recursos disponíveis constituem vetores fundamentais e incontornáveis de atuação.

A formalização da parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de Odivelas e as diversas instituições que aceitaram integrar esta Rede, no âmbito da implementação do PECPT, foi assegurada por via da assinatura de um Acordo de Parceria, no dia 18 de setembro de 2006, no âmbito do qual são enunciados e definidos os princípios gerais de atuação e de articulação entre as estruturas signatárias.

Quem somos

A Rede de Parceria do PECPT, constituída desde setembro de 2006, integra atualmente as seguintes instituições/entidades:

Instituições de âmbito local

Agrupamento dos Centros de Saúde Loures - Odivelas

Agrupamento de Escolas a Sudoeste de Odivelas

Agrupamento de Escolas D. Dinis

Agrupamento de Escolas de Caneças

Agrupamento de Escolas Moinhos da Arroja

Agrupamento de Escolas Odivelas Nº1

Agrupamento de Escolas Odivelas Nº4

Agrupamento de Escolas Pedro Alexandrino - Póvoa de Santo Adrião

Agrupamento de Escolas Vasco Santana

Câmara Municipal de Odivelas - Gabinete de Saúde, Igualdade e Cidadania (GSIC)

Escola Profissional Agrícola D. Dinis / Paiã

Escola Secundária da Ramada

Federação das Associações de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Odivelas (FAPODIVEL)

Hospital Beatriz Ângelo (HBA)

Instituto da Segurança Social / Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa - Serviço Local de Odivelas

Instituto Superior de Ciências Educativas (ISCE)

Junta de Freguesia de Odivelas

Junta da União das Freguesias de Pontinha e Famões

Junta da União das Freguesias da Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto

Junta da União das Freguesias de Ramada e Caneças

Obra da Imaculada Conceição e Santo António / Obra do Padre Abel

Polícia de Segurança Pública (Divisão de Loures)

Instituições de âmbito regional/nacional

Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I.P/ Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e Dependências (ARSLVT/DICAD)

Associação Nacional das Farmácias (ANF)

Direcção Regional de Educação de Lisboa (DREL)

Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais (FERLAP)

Fundação Portuguesa para o Estudo, Prevenção e Tratamento da Toxicodependência (FPEPTT)

Liga Portuguesa Contra a Sida (LPCS)

Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD)

Sociedade Anti-Alcoólica Portuguesa (SAAP)

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT).

Objetivos Gerais Estratégicos

Com o delineamento e conceção do PECPT, procurou promover-se uma intervenção estruturada e abrangente nos diversos contextos da Prevenção das Toxicodependências, marcada pela definição de uma estratégia adequada, coerente e eficaz, consubstanciada primeiramente na definição de 5 Objetivos Gerais Estratégicos, que são os seguintes:

Objetivos Gerais Estratégicos:

  • Desenvolver uma ação abrangente, ambiciosa, criativa e de continuidade ao nível da prevenção das toxicodependências e outros comportamentos de risco, no âmbito da Prevenção Primária, nas áreas da investigação, informação/formação e intervenção, marcada pela qualidade, eficácia e adequabilidade às necessidades reais identificadas;
  • Incrementar as relações de colaboração com as entidades regionais e/ou nacionais com intervenção na área da prevenção das toxicodependências e outros comportamentos de risco, públicas e/ou privadas, de modo a tornar o concelho de Odivelas como uma área preferencial de intervenção e de pesquisa;
  • Estreitar as relações de parceria entre as instituições do Concelho de Odivelas que, direta ou indiretamente, desenvolvem Atividade na área da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco, sejam elas entidades públicas ou privadas, incluindo as IPSS's, por forma a potenciar e a alargar o espetro da ação preventiva, numa perspetiva de complementaridade das intervenções e de respeito pelas atribuições e competências próprias;
  • Envolver cada vez mais os diversos setores da sociedade civil do Concelho de Odivelas no trabalho a desenvolver no contexto da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco, incluindo escolas, associações de natureza diversa, empresas, órgãos de comunicação social, forças de segurança, com particular enfoque às famílias, favorecendo a congregação de esforços e a cooperação ativa;
  • Favorecer a otimização e gestão adequada dos recursos disponíveis, procurando evitar sobreposições através do desenvolvimento de iniciativas similares e estimulando a procura de novas formas de financiamento, incluindo o acesso a programas/linhas específicas com esse fim.

Com base nos resultados obtidos pelo Diagnóstico Inicial da Situação do Concelho de Odivelas em matéria de Toxicodependências e tendo em consideração a diversa literatura científica existente neste âmbito, foram identificadas três Áreas Prioritárias de atuação com a respetiva definição de Objetivos Estratégicos Específicos associados, visando uma organização mais precisa e eficaz da ação a desenvolver.

Áreas Prioritárias de atuação

Investigação

  • Deter uma perceção o mais fidedigna da realidade concelhia vigente em matéria de toxicodependências, atualizando, de forma periódica, os dados recolhidos e existentes, em articulação com as estruturas locais, nacionais e internacionais que desenvolvam esta Atividade;
  • Aprofundar o conhecimento da realidade do Concelho de Odivelas, nomeadamente no que diz respeito às representações, atitudes e hábitos de consumo de substâncias psicoativas das diversas faixas etárias, por género e zona geográfica, através da realização de novos estudos e com a consequente divulgação pública dos resultados;
  • Participar na realização de estudos e eventos científicos, nacionais e internacionais, com preferência para os que possibilitem que a comunidade do Concelho de Odivelas possa constituir-se também como amostra, através do estabelecimento de parcerias com Universidades e/ou Sociedades Científicas.

Informação/Formação

  • Promover a descentralização e a troca de informação relevante relativa à temática das toxicodependências e outros comportamentos de risco, entre as diversas estruturas concelhias;
  • Possibilitar o acesso da população em geral a conteúdos informativos fidedignos, adequando o conteúdo e a forma da mensagem preventiva às caraterísticas específicas de cada grupo-alvo, qualquer que seja o processo de comunicação escolhido, incluindo a realização de eventos dessa natureza (Campanhas, Seminários/Encontros/Conferências) e a aquisição ou mesmo publicação de materiais informativos, formativos e pedagógicos nas áreas da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco;
  • Dotar os profissionais que desenvolvem uma Atividade mais direta com as crianças e jovens, bem como, as suas famílias, dos conhecimentos e competências necessárias para intervir no campo da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco (professores, auxiliares de ação educativa e monitores de ATL, técnicos de saúde, educação e intervenção social, autarcas, forças de segurança, entre outros), através da participação em cursos e ações de formação, organizados preferencialmente no Concelho de Odivelas.

Intervenção

  • Desenvolver uma ação concertada e de continuidade no contexto da Educação para a Saúde, especificamente ao nível da Prevenção de Comportamentos de Risco (tabaco, álcool e outras drogas), de acordo com os princípios teóricos e metodológicos preconizados de sucesso, nas diversas faixas etárias e contextos de atuação (Meio Escolar, Familiar, Recreativo e Laboral, entre outros);
  • Reforçar a ação preventiva junto das faixas etárias mais jovens (crianças, adolescentes e jovens adultos), com preferência de atuação nas zonas geográficas identificadas como mais vulneráveis;
  • Implementar projetos de prevenção primária em meio escolar que favoreçam a formação e aquisição de competências pessoais e sociais, base fundamental para um percurso de vida e também escolar satisfatórios, em consonância com os conteúdos curriculares definidos;
  • Trabalhar diretamente com as famílias neste âmbito, preferencialmente através das Associação de Pais, envolvendo-as no trabalho a desenvolver com vista à promoção do sucesso de vida dos seus filhos;
  • Alargar a ação preventiva para além do meio escolar, de modo a chegar aos jovens e adultos que já não se encontram inseridos na escola, procurando envolver as diversas estruturas da comunidade (Associações desportivas, recreativas e culturais, ATL's, IPSS's, estabelecimentos de diversão noturna, entre outros) neste âmbito.

Atividades / Projetos

Intervenção

Prevenção em Espaços de Lazer e Recreativos

Outros Projetos/Ações

Veja as fotos de algumas destas atividades na Galeria de Fotos

Apresentações Públicas

Formação

Desde o início da implementação do PECPT que a Rede de Parceria considerou imprescindível a realização de um Programa de Formação dirigido aos próprios parceiros, visando, entre outros aspetos:

  • Proporcionar a reflexão e consequente aquisição dos principais conceitos e princípios relacionados com a Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco;
  • Dotar as instituições parceiras dos conhecimentos e competências necessárias para o exercício de uma intervenção adequada e eficaz no âmbito da Prevenção das Toxicodependências e Outros Comportamentos de Risco.

Neste sentido, e até à data, foram realizadas as seguintes ações de formação:

Calendário das Ações de Formação

Avaliação

A avaliação do trabalho desenvolvido é um dos pilares fundamentais do PECPT. Atendendo à complexidade e abrangência deste Plano, comprovada face aos muitos projetos já implementados e atualmente em curso, o processo avaliativo adquiriu, desde o início, um caráter contínuo e sistemático, no qual participaram todas as instituições parceiras.

A avaliação efetuada aos dois primeiros anos de implementação do PECPT, consubstanciada nos relatórios abaixo disponibilizados, foi efetuada a dois níveis, nomeadamente:

Calendarização de Reuniões/Ações de Formação

Calendário das Reuniões/Ações de Formação da Rede de Parceria

Galeria de Fotos

Festa de Encerramento do Projeto "Aldeia - Pedagogia e Prevenção (ano letivo 2006/2007)

Data: 14.06.2007
Local: Pavilhão Desportivo da Escola Secundária Pedro Alexandrino, Póvoa de Santo Adrião

Festa de Encerramento do Projeto "Aldeia - Pedagogia e Prevenção (ano letivo 2007/2008)

Data: 19.06.2008
Local: Pavilhão Desportivo da Escola Secundária Pedro Alexandrino, Póvoa de Santo Adrião

Projeto "Intervir para a Saúde

Data: Ano Letivo 2007/2008
Local: Escola EB 2,3 Carlos Paredes, Póvoa de Santo Adrião

Acção de Rua - Entrega Folheto Informativo Acção de Rua Acção de Rua
Acção de Rua Festa de Encerramento Festa de Encerramento

Projeto “Comtato” na Rua

Data: Ano Letivo 2006/2007
Local: Freguesia de Odivelas

I Encontro Concelhio sobre Prevenção de Comportamentos de Risco “Adolescente em Contagem Crescente”

Data: 21 de novembro de 2006
Local: Auditório dos Paços do Concelho – Quinta da Memória, Odivelas

II Encontro Concelhio sobre Prevenção de Comportamentos de Risco “Cidade, Município e Educação para a Saúde”

Data: 22 de novembro de 2007
Local: Auditório dos Paços do Concelho – Quinta da Memória, Odivelas

Estudo da Cultura Recreativa como instrumento para a Prevenção de Comportamentos de Risco (ECRIP) / Instituto para o Estudo dos Fatores de Risco e Proteção de Crianças e Adolescentes (IREFREA)

Data: 27 de abril de 2006 (Assinatura de Protocolo)
Local: Salão Nobre dos Paços do Concelho – Quinta da Memória, Odivelas
Estudo (ECRIP) / (IREFREA): 2006 a 2009

Cerimónia de Assinatura de Protocolo entre CMO e ISCE

Projeto “Mediadores para a Saúde” (ano letivo 2007/2008)

Local:Freguesia de Caneças

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2007 - Conferência "Tabagismo e Doenças Associadas"

Data: 29 de maio de 2007
Local: Auditório dos Paços do Concelho – Quinta da Memória, Odivelas

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2007 - Comemorações do Dia Mundial Sem Tabaco - Rastreio à DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica)

Data: 6 de junho de 2007
Local: Centro Comercial de Odivelas – Strada - Shopping § Fashion Outlet

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2007 - Comemorações do Dia Nacional do Não Fumador - Largada de Balões (atividade simbólica de Prevenção do Tabagismo)

Data: 16 de novembro de 2007
Local: 7 Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico da Freguesia de Odivelas

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2007 - Conferência de Imprensa de apresentação dos resultados do Rastreio à DPOC realizado a 6 Junho de 2007

Data: 21 de novembro de 2007
Local: Auditório dos Paços do Concelho – Quinta da Memória, Odivelas

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2008 - Seminário “Tabagismo e Doenças Cardiovasculares”

Data: 29 de maio de 2008
Local: Auditório dos Paços do Concelho – Quinta da Memória, Odivelas

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2008 - Ateliês de Prevenção do Tabagismo

Data: 2ª Quinzena de maio
Local: Escolas Oficiais do 1º Ciclo do Ensino Básico do Concelho de Odivelas

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2008 - Assinatura do Protocolo entre a Câmara Municipal de Odivelas e Centro Hospitalar Lisboa Norte EPE

Data: 17 de Novembro
Local: Centro Comercial de Odivelas – Strada - Shopping § Fashion Outlet

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2008 - Comemorações do Dia Nacional do Não Fumador e do Dia Mundial da DPOC - Rastreio à DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica)

Data: 17 de Novembro
Local: Centro Comercial de Odivelas – Strada - Shopping § Fashion Outlet

Programa "Odivelas Sem Tabaco" 2009 - Conferência de Imprensa de Apresentação Pública de Resultados do Rastreio à DPOC realizado a 17 de Novembro de 2008

Data: 4 de Maio de 2009
Local: Auditório dos Paços do Concelho - Quinta da Memória, Odivelas

Projeto “Pais à conversa…sobre prevenção das toxicodependências”

Data: maio a junho de 2007
Local: Freguesias do Concelho de Odivelas

Projeto “Pais à conversa… sobre prevenção de comportamentos de risco”

Data: janeiro a junho de 2008
Local: Freguesias do Concelho de Odivelas

Projeto "Pais Promotores de Saúde" - Sessão sobre Alimentação Saudável

Data: 15 de abril de 2008
Local: Escola Secundária Braamcamp Freire, Freguesia da Pontinha

Projeto "Pais Promotores de Saúde" - Concurso de Perguntas e Respostas

Data: 16 de maio de 2008
Local: Escola Secundária Braamcamp Freire, Freguesia da Pontinha

Projeto "Pais Promotores de Saúde" - Torneio de Futebol entre pais e filhos

Data: 7 de junho de 2008
Local: Ringue Casal da Silveira, em Famões

Programa Diz não a uma seringa em 2ª mão

Local: Concelho de Odivelas

Projeto "Távola Redonda"

Local: Freguesia de Caneças

III Encontro Concelhio sobre Prevenção de Comportamentos de Risco "Parentalidade e Prevenção"

Data: 25 de Novembro de 2008
Local: Auditório dos Paços do Concelho - Quinta da Memória, Odivelas

Projeto "Aventura na Cidade"

Local: Escolas do Concelho de Odivelas

Projeto "Pais à conversa…sobre gestão de conflitos"

Data: janeiro a maio de 2009
Local: Freguesia do Concelho de Odivelas

Rastreio da DPOC aos funcionários da CMO

Data: 4 a 8 de Maio de 2009
Local: Diversas Instalações da CMO

Projeto "Espaço Saúde"

Local: Escola Secundária de Caneças

Cursos de Formação em Educação para a Saúde - 2010

Local: Instalações da Divisão de Saúde

3ª Reunião Magna do PECPT 26 de junho - 14h00 às 17h00

Local: Escola Profissional Agrícola D. Dinis – Paiã

Caixa de Sugestões

Envie a sua sugestão para gsi@cm-odivelas.pt

Contactos

Instituições de âmbito local

Câmara Municipal de Odivelas / Gabinete de Saúde e Igualdade (GSI)
Site: www.cm-odivelas.pt
E-mail: saude@cm-odivelas.pt


Federação das Associações de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Odivelas (FAPODIVEL) (integrada recentemente)
E-mail: fapodivel@gmail.com


Instituto Superior de Ciências Educativas (ISCE)
Site: www.isce-odivelas.com
E-mail: nerida_madeira@hotmail.com


Junta de Freguesia de Caneças
Site: www.jf-canecas.pt
E-mail: jfcanecas@mail.telepac.pt


Junta de Freguesia de Famões
Site: www.juntafreguesiafamoes.pt
E-mail: geral@juntafreguesiafamoes.pt


Junta de Freguesia de Odivelas
Site: www.jf-odivelas.pt
E-mail: geral@jf-odivelas.pt


Junta de Freguesia de Olival Basto
Site: www.jf-olivalbasto.pt
E-mail: jfolivalbasto@net.vodafone.pt


Junta de Freguesia de Pontinha
Site: www.pontinha.pt
E-mail: info@jf-pontinha.pt


Junta de Freguesia de Póvoa de Santo Adrião
Site: www.jf-psadriao.pt
E-mail: geral@jf-psadriao.pt


Junta de Freguesia de Ramada
Site: www.jf-ramada.pt
E-mail: jframada@sapo.pt


Polícia de Segurança Pública (Divisão de Loures)
E-mail: divloures.lisboa@psp.pt


Prosalis / Centro de Atendimento a Toxicodependentes (CAT) da Urmeira
Site: www.prosalis.pt
E-mail: info@prosalis.pt


Unidade Comunitária de Cuidados Psiquiátricos de Odivelas (UCCPO)
E-mail: uccposs@chpl.min-saude.pt


Instituições de âmbito regional/nacional

Associação Nacional das Farmácias (ANF)
Site: www.anf.pt


Direção Regional de Educação de Lisboa (DREL) do Ministério da Educação
Site: www.drelvt.min-edu.pt
E-mail: dsapoe@.drelvt.min-edu.pt


Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Site: www.ulusofona.pt
E-mail: faculdadepsicologia@ulusofona.pt


O PECPT no Programa televisivo “Nós e a Escola” – 29 de Janeiro 2014

Programa televisivo on-line sobre o Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências(PECPT), denominado Programa Nós e a Escola, da responsabilidade da FERLAP e emitido na TVL, com a participação do Dr. Pedro Aires Fernandes na qualidade de Gestor Técnico do PECPT

clique aqui para visualizar

Estudo "Comportamentos Online" de Pais e Mães - Odivelas

ISPA-IU / Prof.ª Doutora Ivone Patrão

A Câmara Municipal de Odivelas, no âmbito do Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências (PECPT), encontra-se a colaborar mais uma vez com o Instituto Superior de Psicologia Aplicada – Instituto Universitário, agora no contexto do Estudo “Comportamentos Online” de Pais e/ou Mães.

A Internet representa um mundo virtual muito aliciante e de fácil acesso. Em Portugal as estatísticas indicam que aumentou o uso e o acesso à Internet pelas famílias.

A linha de investigação desenvolvida no ISPA sobre os comportamentos online nos portugueses tem como objetivo geral perceber quais os aspetos positivos e negativos relacionados com o uso da Internet. Até ao momento os resultados, sobretudo na população mais jovem (12-30 anos) indicam uma elevada percentagem (70%) em risco moderado de dependência da Internet, avaliados segundo os critérios internacionalmente reconhecidos. Estes dados são idênticos no Concelho de Odivelas, numa amostra de jovens residentes(1).

Dos dados já recolhidos nesta linha de investigação e da revisão da literatura(2) ressalta a necessidade de se avaliar o contexto familiar, uma vez que os adultos são modelos de aprendizagem e desenvolvimento dos mais jovens, e podem contribuir para uma gestão adequada do uso e acesso à Internet.

Nesse sentido, planeou-se conjuntamente um novo estudo sobre os comportamentos online de Pais e/ou Mães, especificamente do Concelho de Odivelas (residentes e/ou que trabalhem no concelho), mediante o preenchimento de um inquérito online.

Nesse sentido, e caso se enquadrem no público-alvo desta investigação, solicitamos a vossa colaboração para o preenchimento do inquérito on-line, até ao próximo dia 28 de fevereiro de 2016, acessível a partir do seguinte link: http://goo.gl/forms/ZR7vzcUQMa

Solicitamos igualmente a V/a colaboração na divulgação deste estudo, o qual se reveste da maior importância tendo em conta a intervenção presente e futura do PECPT em matéria de Prevenção de Comportamentos Aditivos e Dependências (sem substância), área de grande expansão no âmbito da intervenção municipal.

Para mais informações e/ou esclarecimentos, p.f. contactar:

Câmara Municipal de Odivelas / Gabinete de Saúde, Igualdade e Cidadania Tel. 219 320 970
Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências (PECPT)
Gestor Técnico PECPT: Pedro Aires Fernandes (Psicólogo) – Tel. 219 320 965 / pedro.fernandes@cm-odivelas.pt
 
Obrigado pela sua colaboração!

(1) -Patrão, Machado, Fernandes & Leal (2015). Jovens e internet: Relação com o bem-estar psicológico, isolamento social e funcionamento familiar. Atas 13 Colóquio de Psicologia da Educação, 241-249.
(2) -Patrão, Reis, Moura, Gonçalves, Madeira, Croca, Carmenates, Paulino, Barandas & Sampaio (in press). Avaliação e Intervenção Terapêutica na Utilização Problemática da Internet (UPI) em Jovens: Revisão da Literatura. Revista Psicologia Clínica da Criança e do Adolescente.

Plano Municipal para as Doenças Infeciosas

O Plano Municipal para as Doenças Infecciosas (PMDI) pretende assumir-se como instrumento de referência e de carácter estratégico, procurando uma Intervenção mais incisiva e abrangente na área das Doenças Infecciosas, promovendo o desenvolvimento coerente e concertado de ações e iniciativas diversas, assentes em 3 pilares fundamentais de atuação no domínio da Educação para a Saúde: Informar, Formar e Prevenir. De uma forma empreendedora e dinâmica, o PMDI procura garantir a participação ampla de toda a comunidade concelhia, reunindo os contributos de todos aqueles que, direta ou indiretamente, desenvolvem a sua atividade neste âmbito, visando a definição de orientações técnicas conducentes a uma intervenção concreta e adequada à realidade concelhia. 

Programa Municipal de Prevenção das Doenças Oncológicas

O Programa Municipal de Prevenção das Doenças Oncológicas é um programa que pretende ampliar e melhorar, de forma integrada, a intervenção da CMO ao nível da prevenção das doenças oncológicas, cujo enfoque incide sobre: Cancro da Mama, Colo-Rectal, Colo do útero e Pele. Assenta numa perspetiva de educação e promoção da saúde abordando os fatores de risco e proteção das doenças oncológicas, bem como na cooperação institucional, através do estabelecimento de parcerias e protocolos de cooperação/colaboração, realização de ações de (in) formação/sensibilização e de rastreio.

Programa de Alimentação Saudável em Odivelas

O Programa de Alimentação Saudável em Odivelas tem como principal missão proporcionar um conjunto de condições que favoreçam a existência de uma ação estruturada e articulada de promoção da alimentação saudável e da atividade física, em linha com as mais recentes orientações emanadas pelos principais organismos de referência, quer a nível nacional como internacional, como são os casos dos planos de ação criados pela Direção Geral da Saúde e Organização Mundial da Saúde. A implementação deste programa está orientado para o envolvimento e participação de diversos agentes que à sua medida tenham a possibilidade de contribuir para hábitos alimentares mais saudáveis da população que habita, estuda ou desenvolve a sua atividade profissional em Odivelas.

No âmbito do Programa de Alimentação Saudável em Odivelas, a Câmara Municipal de Odivelas,  com a colaboração da Associação  Portuguesa dos Nutricionistas,  disponibiliza mensalmente uma receita saudável e económica, procurando contribuir para a adoção de práticas alimentares saudáveis.

Programa de Saúde Sénior “Saber Envelhecer para Melhor Viver”

Promover o envelhecimento ativo constitui um desafio para todos nós, uma vez que a responsabilidade não é só individual, mas também coletiva, e ao nível local assume especial relevo o desenvolvimento de estratégias que incluam a dinamização de parcerias entre os vários atores locais, promovendo, dessa forma, a mobilização e a coresponsabilização social na obtenção de ganhos em saúde para a população idosa.

Assim, este programa promove a educação para a saúde sénior através de ações de sensibilização, in/formação.

As referidas ações são dirigidas à população sénior do concelho de Odivelas, bem como, aos profissionais que com eles trabalham.

Neste Programa está incluído o Projeto “Artes da Saúde”

Programa Municipal de Promoção da Sexualidade Saudável

Tendo com ponto de partida uma conceção alargada de “Sexualidade”, entendida nas suas múltiplas dimensões e funções, este Programa consubstancia-se no desenvolvimento de momentos formativos, reflexão, debate e aprendizagem sobre a temática da sexualidade saudável, dirigidas às diferentes faixas etárias e grupos profissionais, visando dotar os participantes de conhecimentos e competências para atuar preventivamente nos diversos contextos de intervenção, em resposta às necessidades identificadas nesta área. A conceptualização deste Programa é feita de acordo com os princípios e orientações consagrados pela OMS, contando com a colaboração das principais instituições e entidades públicas e privadas de intervenção reconhecida nesta matéria, de âmbito local e nacional.

Projeto "Artes da Saúde"

O Projeto “Artes da Saúde” integrado no Programa Saúde Sénior “Saber Envelhecer para Melhor Viver”, é realizado desde 2002, e é dirigido à população sénior que frequenta os Centros de Dia e Lares da Rede Pública do concelho de Odivelas.

Tem como objetivo principal a promoção do acesso à informação na área da saúde por parte da população idosa do concelho de Odivelas, dotando-os de competências que lhes permitam intervir mais ativamente na sua própria saúde e na dos seus pares, permitindo a sua participação na vida ativa da comunidade.

A informação é transmitida através de ações de sensibilização no âmbito da educação para a saúde na pessoa idosa, levando os mesmos e após a participação ativa nas referidas ações, à elaboração de trabalhos artísticos à sua escolha (teatro, expressão plástica, poesia, canto, dança), culminando num espetáculo dirigido aos Centros de Dia.

Programa “Saúde e Bem-Estar… com Cidadania”

Consiste num programa, planificado para o ano de 2015, e ações de rastreio gratuitos à população do Concelho de Odivelas, no âmbito da audição, visão e da prevenção de fatores de risco cardiovasculares (AVC), entre outras ações que se visem pertinentes com o objetivo de abranger o maior número de pessoas interessadas. São destinatários deste programa, para além da população em geral, alunos/as das Escolas da Rede Pública, Associações e IPSS do Concelho de Odivelas.

Projeto de Saúde Mental – “Mentes que Brilham como o Arco-Íris”

Promover o bem-estar psicológico, emocional e físico da pessoa com doença do foro mental, promove também a aprendizagem, o treino de competências sociais e de convívio fundamentais à reinserção social e comunitária. Este projeto é desenvolvido em parceria com entidades (públicas e/ou privadas) Locais, Regionais e Nacionais, através de comemorações de efemérides relacionadas com a temática e da planificação/organização de ações, tais como: Workshops; Ações de Informação/Sensibilização; Exposições Coletivas; Celebração de Protocolos de Cooperação. O público-alvo destas atividades é o seguinte: Técnicos/as e outros/as profissionais relacionados com a área de intervenção da saúde mental; Crianças e Jovens das Escolas da Rede Pública do Concelho de Odivelas; Utentes das Associações ligadas à saúde mental; População em geral.

Projeto de Intervenção em Saúde Comunitária – “Saúde para Todos/as” _Bairro do Barruncho

O Projeto de Intervenção em Saúde Comunitária é dirigido aos grupos socialmente mais desfavorecidos.

Este projeto teve como premissas dois eixos estratégicos definidos pelo Plano Nacional de Saúde 2012-2016, a Cidadania e Saúde e a Equidade e Acesso adequado aos Cuidados de Saúde.

O público-alvo para esta intervenção recaiu sobre o Bairro do Barruncho, na freguesia da Póvoa de Santo Adrião, núcleo de construções precárias e recenseado no Programa Especial de Realojamento (PER), e onde a diversidade cultural é uma realidade, e que do ponto de vista da saúde se registam problemas de vária ordem.

Este projeto divide-se em III Fases:

I Fase: Realização do diagnóstico da situação de saúde da comunidade do Bairro do Barruncho

II Fase: Análise de respostas e elaboração do projeto de intervenção: definição de objetivos específicos, as estratégias, os recursos a usar para cada atividade a desenvolver.

II Fase: Implementação do projeto de intervenção junto da comunidade do Bairro do Barruncho, através da dinamização de ações de esclarecimento/sensibilização, formação rastreios e outros que se considerem pertinentes.

Parceiros: Unidade de Cuidados na Comunidade Saúde a Seu Lado e Divisão de Habitação da Câmara Municipal de Odivelas

Projeto “Falar, Brincar e Aprender sobre Higiene”

Ação de sensibilização sobre higiene oral e corporal, que se destinam a crianças do pré-escolar e que têm como principais objetivos promover e valorizar junto destes os hábitos de higiene como forma de prevenção de doenças e de melhorar a autoestima. No âmbito da temática da higiene oral a autarquia trabalha em parceria com o Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral e ACES Loures – Odivelas.

Projetos “Sorrisos Saudáveis para Mentes que Brilham”

Sensibilização/Educação no âmbito da higiene oral adaptados a pessoas com NSE (Necessidades de Saúde Especiais).

Promoção da Saúde Cardiovascular

Promoção da Saúde Cardiovascular, através de ações de sensibilização, in/formação, rastreios, entre outras atividades com vista à promoção da saúde e prevenção da doença.

Ações de Sensibilização sobre Educação Postural

Sessões de Esclarecimento / Ações de Sensibilização a decorrerem nas Escolas do Concelho com a colaboração de parceiros locais e que têm como objetivos sensibilizar crianças, jovens e adultos para a importância de hábitos posturais corretos no quotidiano.

+ Histórico

Ações de Sensibilização sobre Patologia Renal

A Câmara Municipal de Odivelas, em colaboração com a Associação Portuguesa de Insuficientes Renais, promove um ciclo ações de sensibilização sobre "Patologia Renal" nos centros de dia e lares para a terceira idade do concelho de Odivelas.

Nestas ações de sensibilização serão focados diversos aspetos relacionados com a patologia e prevenção da insuficiência renal, nomeadamente: alimentação, exercício físico, hemodiálise, legislação, entre outros.

Banco de Projectos de Promoção de Saúde

O Banco de Projectos de Promoção de Saúde (BPPS) é uma ferramenta de diagnóstico da actividade desenvolvida no concelho de Odivelas, que contribui para a promoção da saúde e do bem-estar da população odivelense.

Entrar no site do projeto

Comemoração do Dia Mundial da Alimentação

No âmbito da parceria entre a Câmara Municipal de Odivelas e a Fundação Portuguesa de Cardiologia realiza-se o Encontro sobre a temática da "Obesidade Infantil", iniciativa que assinala o Dia Mundial da Alimentação, que se realiza a 16 de outubro, a qual pretende sensibilizar os munícipes do concelho de Odivelas, bem como técnicos de educação e de saúde, para os riscos da obesidade infantil.

Comemoração do Dia Internacional da Pessoa Idosa - Feira da Saúde Sénior

Certame de promoção do bem-estar biopsico-social sénior, iniciativa que pretende proporcionar a (in)formação, a reflexão e o debate sobre os principais temas relacionados com o envelhecimento e com a saúde sénior, bem como proporcionar à população sénior diversas ações de rastreio, com o devido acompanhamento técnico, para além de fomentar a adopção de comportamentos preventivos na área da saúde sénior.

Observatório da Saúde

Objetivos:

  • Elaborar estudos, através do Observatório de Saúde, que permitam o diagnóstico da situação da saúde no Concelho de Odivelas, através de estratégias concertadas com os diferentes agentes da comunidade que desempenham Atividade nos domínios da promoção e educação para a saúde;
  • Desenvolver o projeto "Odivelas, Concelho Saudável", em articulação direta com a Associação da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis e a Organização Mundial de Saúde;
  • Elaborar o Plano de Saúde do concelho de Odivelas.

Documentos:

"Maio, Mês do Coração"

No âmbito da parceria entre a Câmara Municipal de Odivelas e a Fundação Portuguesa de Cardiologia será implementada a iniciativa "maio, Mês do Coração", a qual pretende alertar os munícipes do concelho de Odivelas, e em especial os funcionários da Câmara Municipal de Odivelas, para os riscos da doença cardiovascular.

Parcerias desenvolvidas no âmbito da prevenção da doença cardiovascular

Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral

No âmbito das comemorações do Dia Nacional do Doente com AVC, a Câmara Municipal de Odivelas em parceria com a Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral realizou duas iniciativas, uma de sensibilização junto da comunidade médica, "Jornadas da SPAVC - No combate ao AVC: a importância do médico de família", que se realizou nos no Auditório do Complexo Educativo do Instituto Superior de Ciências Educativas, e outra de deteção de fatores de risco, "Rastreio Cardiovascular", que decorreu no Centro Comercial de Odivelas – Strada - Shopping § Fashion Outlet, tendo-se rastreados cerca de 700 munícipes do concelho de Odivelas, respetivamente.

Fundação Portuguesa de Cardiologia

Consciente de que Portugal ocupa o segundo lugar dentro do ranking europeu com maior prevalência de excesso de peso e obesidade em crianças em idade escolar, de que a obesidade é um dos fatores de risco das doenças cardiovasculares, de que uma criança obesa tem 40 por cento de probabilidades de ser um adulto obeso, que é importante sensibilizar os pais e encarregados de educação de que a obesidade infantil e o excesso de peso são na sua grande maioria evitáveis através da aprendizagem de uma alimentação saudável e da prática de exercício físico, a Câmara Municipal de Odivelas considerou pertinente promover uma parceria com a Fundação Portuguesa de Cardiologia.

Assim sendo, e no âmbito da promoção da saúde alimentar e da prevenção das doenças cardiovasculares, desenvolveu-se o Projeto "Zé Robusto de visita ao Jardim de Infância", nos moldes referenciados.

Sociedade Portuguesa de Cardiologia

A Câmara Municipal de Odivelas consciente de que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte nos países ocidentais e de que, apesar de causarem mais mortes do que o cancro ou a SIDA, uma percentagem elevadíssima da população desconhece estes fatos, considerou pertinente aderir à Campanha "Não seja a próxima vítima" promovida pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia a nível nacional.

No concelho de Odivelas, a Campanha "Não seja a próxima vítima" foi consubstanciada através da realização de uma Conferência sobre "A Doença Cardiovascular", através da aplicação de adesivos no chão (peça central da ação de comunicação), distribuição de folhetos e outros materiais.

Projeto Mala de Primeiros Cuidados

Projeto que consistiu na conceção de uma Mala de Primeiros Cuidados, contendo material que permite um primeiro auxílio numa qualquer situação de acidente, e que surgiu como resposta às necessidades sentidas, nesta matéria, junto dos estabelecimentos escolares e centros de dia e lares para a terceira idade.

A Mala de Primeiros Cuidados contempla igualmente no seu interior uma brochura intitulada "Primeiros Cuidados, contributos para uma boa prática", na qual se aborda, ainda que sucintamente, a prestação de primeiros cuidados.

As Malas de Primeiros Cuidados foram distribuídas por todos os estabelecimentos escolares, públicos e privados, desde o pré-escolar ao ensino secundário e profissional, pelos centros de dia e lares para a terceira idade, bem como pelas associações culturais, recreativas e desportivas do concelho de Odivelas.

Este projeto envolveu um trabalho de articulação e cooperação com os Centros de Saúde de Odivelas e da Pontinha, que prestaram apoio técnico na elaboração da brochura e com as Farmácias do concelho de Odivelas que gratuitamente cederam o material de desgaste inserido na Mala.

atualmente, a Câmara Municipal de Odivelas encontra-se a preparar todo o processo de reposição de material de desgaste das Malas de Primeiros Cuidados, para além de estar a planear Ações de Formação sobre "Primeiros Cuidados", dirigidas às instituições que receberam as Malas de Primeiros Cuidados.

Teatro de Fantoches no Hospital das Brincadeiras

Projeto desenvolvido no âmbito da saúde escolar, através do qual se pretende ajudar de forma lúdica e pedagógica as crianças a vencerem os medos em relação aos médicos, às batas brancas e aos ambientes hospitalares, para além de procurar sensibilizar as crianças para a prevenção da doença, aquisição de hábitos saudáveis de alimentação e higiene.

"Zé Robusto de visita ao Jardim de Infância"

Projeto de saúde alimentar, incrementado em parceria com a Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), que visa fomentar a aprendizagem de comportamentos alimentares saudáveis nas crianças do concelho de Odivelas, evitando a ocorrência de várias patologias graves, como é disso exemplo a obesidade infantil.

Este projeto é desenvolvido através da realização de Ações de Formação sobre "Alimentação", ministradas por um formador da FPC, junto dos pais e encarregados de educação e técnicos de educação dos jardins de infância da rede pública, IPSS's para a infância e jardins de infância privados, envolvendo cerca de 70 instituições.

Numa outra vertente, e através de questionário aplicado aos pais e encarregados de educação, pretende-se efetuar o diagnóstico sobre os hábitos alimentares das crianças que frequentam o pré-escolar do concelho de Odivelas. Este estudo permitirá perspetivar no futuro formas de intervenção no âmbito da saúde alimentar junto das crianças e respetivas famílias.

Serviços

Centro de Atendimento e Apoio Integrado - Liga Portuguesa Contra a Sida

Centro de Atendimento e Apoio Integrado - Liga Portuguesa Contra a Sida

Associação de Apoio à Mulher com Cancro da Mama

Associação de Apoio à Mulher com Cancro da Mama

Perguntas Frequentes

Quais os endereços das unidades do ACES Loures Odivelas de serviço ao Concelho?

Consulte aqui a lista e os contatos dos Centros de Saúde existentes no Concelho

Pretendo obter mais informações sobre a intervenção da Câmara Municipal de Odivelas nas áreas da Saúde, Igualdade e Cidadania e/ou desenvolver conjuntamente algum tipo de atividade com o Município (projeto, ação pontual, solicitar materiais informativos, etc.). Como devo proceder?

Deverá contactar o Gabinete de Saúde, Igualdade e Cidadania através dos seguintes contactos: 219 320 970 e/ou do email gsi@cm-odivelas.pt, solicitando as informações/apoio pretendido, contanto com a disponibilidade do Gabinete para responder ao seu pedido com a brevidade possível e desejável.

Sabia que existe no concelho de Odivelas uma Associação de Apoio a Mulheres com Cancro da Mama chamada Sempre Mulher?

Consulte o folheto | Associação Sempre Mulher


Contactos e Horários: Gabinete de Saúde, Igualdade e Cidadania

Det er også en naturlig Viagra som bare trenger å snakke. Viagra alternativer nesten ingen rolle. Og du må forstå det.