Serviços e Equipamentos Municipais

Banco de Voluntariado

 

O que é o Banco de Voluntariado?

O Banco de Voluntariado de Odivelas funciona como um ponto de encontro e partilha entre os VOLUNTÁRIOS que oferecem a sua disponibilidade para prestarem um conjunto de ações inerentes à condição da cidadania ativa e solidariedade e, as ORGANIZAÇÕES promotoras que disponibilizam oportunidades de enquadramento em Atividades e áreas de interesse social e comunitário, tais como:

  • Cívica
  • Ação Social
  • Saúde
  • Educação
  • Ciência e Cultura
  • Defesa do Património e Ambiente
  • Defesa do Consumidor
  • Cooperação para o Desenvolvimento
  • Emprego e Formação Profissional
  • Reinserção Social
  • Proteção Civil
  • Desenvolvimento da Vida Associativa

A quem se destina?

Destina-se a voluntários, organizações e a todos aqueles que se interessam pelo tema do voluntariado e queiram receber, conhecer ou integrar as Atividades desenvolvidas pelo Banco.

Quais são os critérios de adesão?

  • Organizações Promotoras - pessoas coletivas de natureza pública ou privada que desenvolvem Atividades de interesse público no Concelho de Odivelas.
  • Candidatos a Voluntários - pessoas maiores que, de forma livre, desinteressada e responsável, se comprometem, de acordo com as suas aptidões próprias e tempo livre, a praticar ações de voluntariado no Concelho de Odivelas.

Como se processa a seleção e integração dos candidatos a voluntários?

  • Preenchimento da Ficha de Candidatura para Voluntários;
  • Realização de entrevista aos candidatos;
  • Seleção dos Voluntários a integrar nas Organizações Promotoras de acordo com o perfil pretendido;
  • Formação geral aos Voluntários selecionados;
  • Integração dos Voluntários nas Organizações Promotoras;
  • Assinatura do Programa de Voluntariado.

Testemunhos

Centro de Dia da Ramada

Voluntárias no Centro de Dia da Ramada, é sempre com um sorriso fraterno que a D. Isabel Corvelo e a D. Vanda Oliveira acolhem os onze utentes deste espaço.

Viúva há cerca de 20 anos e actualmente reformada, após mais de 40 anos de trabalho fabril a D. Isabel Corvelo, não consegue imaginar um quotidiano inactivo, pelo que, dedica grande parte dos seus dias em actividades voluntárias. Neste Centro de Dia, ajuda no que for necessário, acompanhando os idosos nas diversas actividades diárias (alimentação, higiene, actividades ocupacionais, entre outras).

A frequentar uma Licenciatura em Direito, a D. Vanda Oliveira encontrou no voluntariado uma forma de colocar à disposição da comunidade as suas diversas competências, por isso, aqui no Centro de Dia, faz de motorista, auxiliar, animadora, mas, sobretudo, é presença amiga para quem a rodeia.

Balanço efetuado, ambas afirmam que no final de cada dia regressam a casa com a alegria inerente ao sentido de missão cumprida.

Loja Solidária do Centro Comunitário e Paroquial da Ramada

A D. Judith, a D. Maria Orlanda, a D. Isabel, a D. Beatriz, o Sr. Joaquim e a D. Patrícia constituem a equipa de voluntários que assumem o funcionamento da Loja Solidária no Centro Comunitário e Paroquial da Ramada, cujo principal objectivo é disponibilizar às famílias mais carenciadas vestuário infantil, brinquedos, artigos de puericultura e material didáctico.

Este espaço encontra-se aberto às terças-feiras para atendimento às famílias e entrega dos bens, mas os voluntários reúnem-se também às quintas-feiras para selecção e arrumação dos bens.

Felizes com a participação neste projecto, alguns dos voluntários integram o grupo há já vários anos e todos se sentem gratificados por poderem colaborar com a comunidade onde residem.

Centro de Dia de Santo Eloy

No Centro de Dia de Santo Eloy a professora Amélia Rodrigues, ensina a ler e a escrever a todos os que o desejarem. Atualmente o grupo é constituído por oito pessoas que semanalmente se reúnem para, com toda a satisfação, fazerem a sua aula de alfabetização, não poupando elogios à professora. A professora Amélia Rodrigues afirma que a prática do voluntariado constitui para si uma atividade terapêutica pela gratificação pessoal que lhe proporciona.

Centro de Dia do Olival Basto

Para a enfermeira Vitória Colaço, a prática do voluntariado é componente integrante da sua vida desde há largos anos, constituindo um meio de exercer uma cidadania ativa. Em articulação com a Câmara Municipal de Odivelas, desloca-se semanalmente ao Centro de Dia do Olival Basto onde, atende cerca de 15 a 20 utentes e avalia a pressão arterial, diabetes (glicemia), peso e dá conselhos valiosos etc. para uma melhoria da qualidade de vida. Na imagem vemos a realização de uma palestra sobre a temática da diabetes.

Alunos da Escola Secundária de Odivelas

Integrado no âmbito da comemoração do Ano Europeu das Atividades Voluntárias que Promovam uma Cidadania Ativa, um grupo de alunos da Escola Secundária de Odivelas resolveu abraçar o desafio efetuado pelo Banco de Voluntariado de Odivelas e lançar mãos à obra, que neste caso consistiu na pintura da sala de convívio de uma IPSS do Concelho que presta apoio a cerca de 150 idosos, através das valências de centro de dia, centro de convívio e serviço de apoio domiciliário.

A atividade ocorreu no dia 4 de Junho de 2011 e transformou-se numa animada tarde de convívio entre os jovens alunos (com idades compreendidas entre os 19 e os 32 anos) e elementos da direção da instituição e nem o facto de a sala ter aproximadamente 150m2 desmotivou o grupo da sua tarefa. No final prevalecia o sentimento de missão cumprida e a alegria era evidente entre todos os participantes.

Grupo de Visitadores de Doentes da Paróquia de Odivelas

"Eu conheço um grupo de voluntários no nosso Concelho de Odivelas.

Vou contar esta história resumida, porque vale a pena divulgar por uma razão muito simples, este grupo trabalha com a mão direita e a mão esquerda não sabe.

- Onde?

Trabalham na Paróquia do Santíssimo Nome de Jesus, Rua Alberto Monteiro, 2675-273 Odivelas (telefone 219310648).

- Quem?

Este grupo é conhecido por VISITADORES DE DOENTES, é formado maioritariamente por senhoras, e só tem um senhor.

- O que faz este grupo?

1º Fazem todas as terças-feiras das 16h00 às 18h00, e sextas-feiras das10h00 às 12h00, avaliação da pressão arterial, glicemia, pesagem, distribuição da roupa, medicamentos (com receita médica) e aconselhamento. Tudo o que diz respeito à saúde, são as enfermeiras que desempenham essa função, e são atendidos cerca de 40 a 50 utentes por semana.

2º Fazem visitas ao domicilio dos doentes que o solicitam, uma ou duas vezes por semana Tentam ajudar da forma que é possível e de acordo com a disponibilidade da visitadora. Muitas vezes acompanham à consulta, a dar um passeio ou a ler um livro, a levar o lixo ou a fazer compras. Com isto não pretendem substituir a família ou outras instituições, são só um complemento.

4º Todas as últimas quintas-feiras do mês há uma reunião com todos os visitadores, onde cada um diz o que fez com os seus utentes atribuídos.

5º Uma vez por ano há uma palestra para toda comunidade sobre saúde.

6º Uma vez por ano celebram o dia do doente, com uma missa e a seguir um lanche reforçado, oferecido e servido pelos voluntários

7º Uma vez por ano também mandam rezar uma missa por alma dos nossos utentes falecidos

8º Uma vez por ano vão a Fátima para agradecer a Nossa Senhora, assim como pedir pelos utentes.

Todo material como: aparelho de avaliação de pressão arterial, glicemias, tiras etc., é comprado com a participação de grupo, para isso no dia da reunião circula um saco "azul" onde cada um dá conforme a sua possibilidade.

Quem quiser o apoio de visitadores é só contatar a secretaria da Paróquia.

Se quiserem juntar-se aos visitadores é só aparecer no dia da reunião mensal ou telefonar para o número acima.

Isto tudo é possível graça à carolice da senhora Enf.ª Maria Mercês Brincheira. Não é fácil lidar com isto tudo é só com muito amor. Um bem-haja!"

Vitória Colaço

Contactos, informações e inscrições

O Banco de Voluntariado de Odivelas é dinamizado pela Câmara Municipal de Odivelas através da Divisão de Habitação e Inovação Social.

Poderá inscrever-se diretamente na local ou remetendo por correio, fax ou para o e-mail banco.voluntariado@cm-odivelas.pt as respetivas Fichas de Inscrição.

Ficha de Inscrição para Entidades
Ficha de Inscrição para Voluntários

Documentos

Guia do Voluntário

Legislação

Lei n.º 71/98, de 3 de novembro - Estabelece as bases do enquadramento jurídico do voluntariado
Decreto-Lei n.º 389/99, de 30 de setembro - Regulamenta a Lei n.º 71/98, de 3 de novembro, que estabeleceu as bases do enquadramento jurídico do voluntariado
Decreto-lei nº 176/2005, de 25 de outubro - Altera o artigo 4.º do Decreto-Lei 389/99, de 30 de setembro
Portaria n.º 87/2006, de 24 de janeiro - Aprova o modelo de cartão de identificação do voluntário
Resolução do Conselho de Ministros n.º 50 (2.ª série), de 30 de Março de 2000 (publicada no D.R., II série, n.º 94, de 20 de abril) - Define a composição e o funcionamento do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado
Resolução da Assembleia da República n.º 7/99, de 19 de fevereiro - Aprova, para ratificação, o Tratado de Amesterdão, que altera o Tratado da União Europeia, os Tratados que instituem as Comunidades Europeias e alguns atos relativos a esses Tratados, incluindo o Anexo e os Protocolos, bem como a Ata Final com as Declarações, entre as quais a 38, relativa às Atividades de voluntariado
Decreto-Lei n.º 40/89, de 12 de fevereiro - Institui o seguro social voluntário, regime contributivo de caráter facultativo no âmbito da Segurança Social, em que podem ser enquadrados os voluntários. O seguro social voluntário foi objeto de adaptação ao voluntariado pelo Decreto-Lei n.º 389/99, de 30 de setembro
Resolução 40/212 da Assembleia Geral das Nações Unidas, de 17 de dezembro de 1985 - Convida todos os governos a celebrar anualmente, a 5 de dezembro, o Dia Internacional dos Voluntários
Declaração Universal do Voluntariado de janeiro de 2001 adotada pelo Conselho Internacional de Administradores da IAVE, Associação Internacional para o Esforço Voluntário, na sua 16ª. Conferência Mundial de Voluntariado, em Amesterdão

Ligações úteis

2011 - Ano Europeu do Voluntariado e Cidadania ativa
Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado
Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade
União das Misericórdias Portuguesas
Instituto Português da Juventude
Cruz Vermelha Portuguesa
Federação Nacional de Voluntariado em Saúde

Contactos e Horários: Banco de Voluntariado